Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Small Church

Small Church

Normalização

Sobrevivi até aqui sem psicólogos, psiquiatras e sem fármacos. Não me permitirei deixar de fazer parte dessa exceção entre os adultos contemporâneos com menos de 60 anos. 

Cometi o erro de contar as pessoas à minha volta que já tiveram depressões, burnouts e afins, e as que precisaram de “ajuda” psicológica profissional ou especializada. São muitas, arrisco a maioria. É espantosa a normalização desta fragilidade, a criação desta cultura da doença mental. Dir-se-ia impossível a sobrevivência da humanidade até aos anos 90 do século passado, altura em que tudo isto começou.

 

 

 

 

Simplicidade

E, nesse percurso de rarefação da minha perceção de Deus, vou-me espantando com a simplicidade crescente do Caminho e da Boa Nova. Recuando ainda um pouco mais, chego a YHWH e às Suas únicas condições: a fé no que não é material e a obediência à moral proposta.

Manifesta-se pela primeira vez perante os meus olhos, nessa aproximação de YHWH a Moisés, a diferença entre uma fé cega e a praticada de olhos fechados enquanto se dá o passo por obediência.

Expira, nessa obediência, Jesus na cruz, cobrindo mais tarde a Humanidade na Ressurreição com o manto que o pai lhe confiou: a Boa Nova de que a Lei se resume a amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. O arrependimento é uma consequência imediata perante o corpo ressurreto e da mente que revê os seus amigos em choque e pede comida.

YHWH a Moisés. O Messias a nós. As mesmas palavras, o mesmo gesto de convite a uma vida terrestre plena, totalmente material e espiritual ao mesmo tempo. As mesmas palavras, insurgindo a oração no desespero dos dias, ecoando no mundo desde há milhares de anos como um ruído de fundo, como o vento, o mar ou palrar de um bebé.

Um ruído divino circulando eternamente pelo mundo, preparado para ser entendido como o sopro de Deus.

A última primavera

Nunca esperei viver um conflito global, muito menos nuclear, mas percebo, por estes dias, a sua possibilidade real. É um pensamento curioso para quem tende para o otimismo. De algum modo sei que o verão chegará, encontrando-nos aqui, e prontos, para que continuemos. Esta não será, certamente, a última primavera. Não pode ser.

 

 

 

 

Vacinação anti-covid com RNA mensageiro - estudo sueco alerta para consequência inesperada

Há uns meses propuseram-me que autorizasse a vacinação das minhas filhas com a tecnologia RNA mensageiro da Pfizer, aquela que me foi, por sinal, injetada 3 vezes. Por cautela, por serem crianças em pleno desenvolvimento, e devido a considerarmos não existirem estudos suficientes, decidimos não as vacinar.

No final do mês passado foi publicado um trabalho (peer reviewed) que indica que testes in vitro provam que, contra todas as expetativas, o RNA passa a DNA nas células do fígado 6 horas depois de aquelas serem expostas à vacina. Isto fará com que as células passem a produzir a proteína sem necessidade, com consequências possíveis como toxicidade a nível do genoma, cancros e doenças auto imunes.

Esperando que não se confirme o pior cenário em termos de potenciais consequências para quem tomou a vacina, fiquei satisfeito pela nossa decisão.

Estranhamente, ou talvez não, não encontrei qualquer notícia sobre este estudo na nossa imprensa.

O estudo – https://www.mdpi.com/1467-3045/44/3/73/htm

Uma explicação do estudo - https://www.youtube.com/watch?v=MjxlvduyJyc&t=1s

Os argumentos a favor da vacina pediátrica - https://visao.sapo.pt/visaosaude/2021-12-15-8-respostas-essenciais-sobre-a-vacina-pediatrica-contra-a-covid-19/

 

Guerra a Leste - dia 9

Se nem a possibilidade de a maior central nuclear da Europa poder ser destruída pelos russos faz a Europa agir militarmente, fica concretizado o pior cenário possível: a Europa tem sido, e é, um brinquedo nas mãos da Rússia.

Há um par de meses, discutia-se se gás natural e nuclear deveriam ser consideradas energias limpas/verdes. Ontem vi meia dúzia de pessoas nos media a defender a urgência de optar pelo nuclear. O tabu está, finalmente, desfeito. A vida real impõe-se aos devaneios neuróticos ambientais dos europeus mais privilegiados de sempre. 

É a tal coisa: é hora de acordar e, se tal vier a acontecer, ao menos esse aspeto positivo poderemos agradecer a Putin. 

O perfil do 5º ano mais quente segundo a ONU

clima.png

Enquanto se suspeita de um raro 3º ciclo consecutivo La Niña, a média de aquecimento  desde 1979 mantém-se em 0,13 graus celsius por década. 

Pergunto-me quantas pessoas saberão qual a verdadeira dimensão, em termos de graus, do aquecimento global e o que aconteceria se essa fosse uma informação dada de um modo honesto ao público.

Quanto a mim, e tendo em conta o que se ouve, o aquecimento global parece bastante mais preguiçoso. Uma verdadeira deceção para alguns, talvez. Eu continuarei a fazer figas que haja algo que tenha escapado à ciência e que, contra todas as expetativas, o mundo deixe de aquecer.

Entretanto, o mês de fevereiro de 2022 teve uma anomalia de temperatura média global de 0 (zero) graus.

No gráfico, a linha vermelha que marca o zero representa a temperatura média de 1991 a 2020

No eixo vertical, a temperatura. No eixo horizontal, os últimos 12 meses.

 

 

 

Guerra a Leste - dia 7

A guerra na Ucrânia está a ter uma consequência colateral que, enfim, é muito bem-vinda: o hara-kiri em direto do PCP.

Foram quase 50 anos de existência em democracia. Se não tempo demais, tempo mais que suficiente de antidemocracia e antiliberdade no Parlamento português . 

PCP vota contra contra resolução de condenação de invasão russa

 

Manuel Tiago apaga comentário a tweet de Zelensky

 

Edifício do PCP vandalizado em Beja 

 

Guerra a Leste - dia 5

Hoje não consigo pensar no que será o viver se houver um conflito nuclear. É uma espécie de totalidade em que todas as referências estão ausentes. Um quadro cinzento escuro escondendo coisas inimagináveis.

Hoje faço 49 anos e nunca fui tão feliz.

Hoje, a Rússia e a Ucrânia vão conversar na Bielorrússia.

  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D