Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Small Church

Small Church

Porquê?

Para fazer o mal é preciso primeiro que se acredite estar a fazer o bem."  

                                                                   Aleksandr Solzhenitsyn

 

Encontro a frase no início d' “O Manuscrito de Birkenau”, de José Rodrigues dos Santos, a segunda parte do díptico sobre a barbárie nazi durante a Segunda Guerra Mundial (conselho de simples leitor: se tiverem tempo, e estômago, leiam os dois livros). Solzhenitsyn referia-se a outros agentes do mal, que o tinham desterrado para os trabalhos forçados na Sibéria, mas as diferenças ideológicas ou de poder entre o nazismo alemão e o comunismo soviético são meros pormenores face ao princípio, expresso na frase, que assentava em ambos. Nesta universalidade das palavras de Solzhenitsyn está, precisamente, o motivo para a primeira nota. Universalidade até ao eu, como muito bem lembrou a Anabela quando, puxando o assunto para a atualidade, comecei a zurzir nos antirracistas que praticam o racismo ou nos democratas que não têm pejo em lançar mão da intimidação e da censura. Sim, a universalidade quando nasce é para todos. Por isso, cuidado.

Mas para além da tendência global, a frase trouxe-me uma pergunta: Porquê? Porque precisamos do bem como argumento para fazermos o mal? Porque não nos chega apenas dizer “queremos fazer mal, vamos fazer mal e ninguém tem nada com isso”? Até a maior selvajaria precisa de uma justificação “boa” para ser realizada (o livro de Rodrigues dos Santos trata precisamente disso). Porquê?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D