Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Small Church

Small Church

Censura na TVI

A expulsão do psicólogo Quintino Aires, após commentários considerados "homofóbicos" é um ato descarado de censura. Porque não estão em causa, pelo menos assim se percebe pelos argumentos dos acusadores, questões relacionadas com desinformação ou calúnia, mas apenas um ponto de vista. É certo que esse ponto de vista recorre a termos  fortes e, eventualmente, inapropriados para se fazer valer. Mas registos deste tipo são muito comuns no discurso televisivo, incluíndo, como é óbvio, o da TVI. Se isso levasse a demissões o corropio nas televisões seria louco. Não foi por isso que Quintino Alves foi despedido. Ele foi despedido porque tinha uma opinião desfavorável sobre um assunto do qual a TVI só permite opiniões favoráveis. Ora, se só um tipo de opinião é permitido, e os outros são silenciados, então estamos perante um caso de censura. Pensemos no que se passava na ditadura do Estado Novo em Portugal, ou no comunismo da Cortina de Ferro, ou noutros exemplos, que, infelizmente, não faltam por esse mundo fora. O "lápis azul" entrava ao serviço quando a verdade oficial, o ponto de vista único, era posto em causa. É para isso que a censura serve, para abafar pontos de vista divergentes, e foi o que aconteceu na TVI.

É importante referir que eu acho que a TVI tem todo o direito à censura. Entidades privadas, cidadãos, gozam desse direito, faz parte da sua liberdade. O mesmo não acontece com o Estado, precisamente para garantir a liberdade dos cidadãos e das entidades privadas.  Não se pode é censurar e depois vir dizer que se "defende causas" (mas não a mais importante, a liberdade) "e elimina tabus" (criando-os também), "apostando na diversidade" (não de perspetivas) "e multiculturalidade que" (não) "são plenamente respeitadas e celebradas”. Censure-se, mas assuma-se a falta de pluralismo.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D